Quem sou eu

Minha foto
Santos, São Paulo, Brazil
"Não tire conclusões, não crie ilusões, não se iluda com os fatos, não se impressione com os meus atos. Afinal, por dentro é sempre a minha personalidade e por fora um conceito seu!"

quarta-feira, 4 de abril de 2012

SCHIPHOL - a porta de entrada da Holanda

Ik ben dol op Nederlands! (me encanta a Holanda!) 

Se me pedirem para indicar um lugar para uma viagem maravilhosa, sem sombra de dúvida, a Holanda! E tenho motivos de sobra para indicar como roteiro de viagem.

A Holanda foi a minha primeira viagem internacional, em janeiro de 2005, e os meus olhos ficaram fascinados pelos "Países Baixos". Me encantou tanto que já fui lá umas 6 vezes e penso em voltar!


Ao chegar, você já começa a se surpreender pelo Aeroporto. E é por ele que eu vou começar falando da Holanda. A porta de entrada, o Aeroporto de Schiphol, em Amsterdam.

Se quiser viajar tranquilamente, com conforto e com a garantia de que tudo vai sair bem, vá de KLM (Royal Dutch Airlines). Os preços não são mais caros que as demais companhias e saindo de Guarulhos ou Galeão tem vôo direto até Amsterdam. A Companhia aérea holandesa dá um show em atendimento e cortesia! Durante o vôo fica sempre disponível um lanchinho  com suco, água, chocolates e até o famoso sorvete Haagen Dazs, de graça!

Mapa dos Terminais
Schiphol  está construído três a cinco metros abaixo do nível do mar, é um dos maiores aeroportos do mundo e o quarto em número de passageiros da Europa. Se não quiser perder o vôo, aconselho chegar umas 3 horas antes. As filas de check in são imensas, as da imigração não fica atrás, o aeroporto é enorme e você pode andar muito até chegar ao portão de embarque! Se necessitar de ajuda para caminhar solicite um carrinho elétrico de passageiros. E tem um detalhe, os vôos saem rigorosamente no horário e eles não chamam pelo nome do passageiro no alto falante! Portanto, não conte com sua sorte, porque você pode ficar para trás!

Máquina para despachar bagagem
Existe muitas máquinas de check in e máquinas para despachar a bagagem, até 2 volume! Se  houver excesso de peso o despacho tem que ser pelo procedimento normal de bagagem. O peso excedente é bem caro!

O Aeroporto parece uma cidade! Tem de tudo, bares, restaurantes, lojas, supermercadinho, banco, posto médico 24hs, cassino, museu, wi-fi grátis, floricultura, casa de câmbio, Travel Cheque on line, etc. Existem locais para guardar as bagagens e os carrinhos de bagagens são gratuitos!

Tem até um hotel dentro do aeroporto, porque do lado de fora tem inúmeros e muito bons. Recomendo o Sheraton, Hilton ou qualquer outro da bandeira NH. A maioria dos hotéis tem serviço de translado gratuito e são bem pontuais. Para usar este serviço, basta sair pela porta central do aeroporto (hall de chegadas 3) e caminhar para a direita que encontra-se as plaquinhas com os nomes dos hotéis. Aperte o botãozinho do hotel que um atendente informa a hora que a condução vai chegar. Os motoristas são simpáticos, mas nem sempre ajudam com as malas...

duty free de Schiphol é chamado de "See Buy Fly". Os preços são convidativos, por isso, nem se preocupe em fazer compras no Brasil, porque se encontra de tudo lá. Existem inúmeras promoções que valem a pena, desde máquinas fotográficas, eletrônicos, perfumes, bebidas, queijos, chocolates, bulbos de plantas, souvenir, etc...  


Stroopwafel
Uma dica é não deixar de comprar a bolacha típica holandesa,  Stroopwafel (stroop = caramelo e wafle = waffle). 
São duas camadas finas de waffles com recheio de caramelo que deve ser comida quente. Ou seja, você coloca em cima de uma xícara de chá ou café e deixa amolecer, uns 5 minutinhos! São vendidas em pacotes de 6 unidades e custam em torno de 4,00 €. Vale a pena trazer de lembrancinha para os que ficaram! Eu adoro!!!


Máquina de Tickets
O aeroporto fica a 15km de Amsterdam mas isto não é um problema.  A infraestrutura de transporte é eficiente e pontualíssima. Existe uma extensa linha de ônibus que fazem ligação direta com Amsterdam e com as principais cidades da Holanda. Estão disponíveis de manhã bem cedo até tarde da noite. O embarque e desembarque é feito em frente ao Hall de Chegadas e Partidas.

Uma estação de trem está situada no subsolo do aeroporto, para acessá-la encaminhe para o Hall de Entrada. As chegadas são no nível do solo e as partidas no segundo nível. Os bilhetes para viagens domésticas são vendidos nas maquinhas amarelas e os bilhetes internacionais são vendidos nas bilheterias da Schiphol  Plaza. Os funcionários das bilheterias podem prestar todas as informações sobre horários dos trens e trajetos. Cartões de crédito são aceitos.

Mas se você preferir, pode comprar o seu bilhete on line e  planejar o itinerário da sua viagem no site http://www.ns.nl/en/travellers/home! Até os minutos estarão disponíveis para você acompanhar melhor.

Portanto, não pense que vai desperdiçar o seu tempo em Schiphol. Tem muito o que ver e comprar! 


segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Basílica de San Francesco d'Assisi

Desde que comecei a planejar a viagem para a Itália, tinha em mente que este lugar seria uma experiência única. Desde os tempos de juventude, quando entoava a Oração de São Francisco que tenho um fascínio pela vida deste santo católico. E não foi diferente do que eu imaginei...


A Basílica  fica na cidade de Assis, Itália, que fica na região da Umbria, onde nasceu e morreu São Francisco (1182-1226), e a construção iniciou logo após a sua canonização em 1228. 
A entrada é franca e fotos "não" são permitidas. Por toda basílica há seguranças vigiando...

A Basílica é um dos mais importantes lugares de peregrinação da Itália e um dos mais importantes do Cristianismo.


É impressionante o ar de religiosidade que emana por toda a área da Basílica. Por fora, a simplicidade indica a falta da ostentação de riqueza, e não há mesmo as grandes esculturas presentes na maioria das igrejas católicas italianas. Internamente os afrescos de Giotto são maravilhosos e encantadores. 

Em frente a Basílica está a Piazza de San Francesco, com um gramado pequeno e bem cuidado donde se lê a palavra "Pax". A saudação "Pax et Bonum", que significa "paz e bem", é o lema da Ordem Franciscana e da cidade de Assis.


Basílica de São Francisco é um memorial do homem que pregou e viveu uma vida extremamente simples, de pobreza, abstinência e da renúncia aos bens materiais em busca de uma maior espiritualidade. Construída numa colina, chamada Colina do Inferno, porque era o local onde se enterravam os criminosos condenados a morte, hoje é conhecida como Colina do Paraíso. 

A Basílica foi projetada em dois níveis e cada um deles é conhecido como igreja. São  conhecidas como "Basilica Superiore" ou Igreja Alta e "Basilica Inferiore" ou Igreja Baixa e uma cripta onde os restos mortais do santo estão sepultados. Arquitetonicamente, o exterior da Basílica parece unido ao Convento de São Francisco. É melhor começar pela Igreja Inferior, para poder acompanhar a arte em ordem cronológica, mas se quiser começar pela Superior, não há problema. 

A Igreja Inferior, representa a penitência.

Igreja Inferior
A Igreja Inferior foi concluída em 1230 e no dia de Pentecostes, 25.05.1230, o corpo de São Francisco foi trazido para o local, pois ele estava na Igreja de San Giorgio. 

Tem a nave decorada com afrescos e mostra cinco cenas da Paixão de Cristo à direita e à esquerda cenas da vida de São Francisco. Existem muitas obras-primas que são mal iluminadas pois os vitrais não são transparentes e muitos são tão antigos quanto a própria igreja. 
No meio da nave, em ambos os lados, existem escadas, escuras, que descem para a cripta. 


Cripta
Esta cripta foi "perdida" até o século 19, ela foi selada para evitar que fossem roubados os restos mortais de santo.


É um local bem escuro, iluminado apenas por candelabros e velas, onde existem alguns bancos para sentar. É bem silencioso e reservado para orações. A sensação da presença do São Francisco no local é indescritível. 



Restos Mortais
O caixão de pedra antiga, com laços de ferro esta consagrado em um espaço aberto acima do altar. Ao redor do altar, nos cantos da parede, há túmulos de quatro de seus seguidores.


Em 1818, após 600 anos, o túmulo foi redescoberto e quando o caixão foi aberto, o esqueleto estava completamente intacto. De janeiro a março de 1978, foi realizada a segunda exumação dos ossos do santo, autorizado pelo Papa Paulo VI.

A Igreja Superior representa a glória.

Igreja Superior
É cheia de luz e é um contraste marcante com seu vizinho do andar de baixo. Em 1997, dois terremotos causaram um devastação generalizada na Itália e a Basílica não foi poupada. Vários afrescos foram destruídos no desabamento da abóboda, levando dois anos para serem restaurados.


A  parte superior da nave é decorada com 32 cenas do Velho Testamento e do Novo Testamento. Já na parte baixa da nave, Giotto usou a Legenda Maior, a biografia de São Francisco para reconstruir os maiores eventos da vida do Santo, inclusive aquele da pregação aos pássaros.


Existem várias lojinhas, onde se pode adquirir alguns souvenires para levar de lembrança. Eu comprei uma linda camiseta cinza para minha querida mãezinha, por Eur 8,00.   


Recomendo aos amigos leitores que incluam este lugar magnífico no roteiro e reservem tempo suficiente para entrar em sintonia com o ar divino desta basílica. E, se houver tempo, tome um café no Bar e Restaurante San Francesco, bem em frente da Basílica com mesas na calçadas. 


Bem próximo à Basílica, na Via de San Francesco, tem uma casa com bandeiras brasileiras hasteadas na porta, que apresenta uma Mostra Interativa do Museu Missionário na Amazônia, comemorando os  100 anos da presença missionária na Amazônia. O nome do museu é MUMA, e será o primeiro do mundo em seu gênero. É um museu histórico, científico e missionário que conta a história da vida do Alto Solimões, o encontro dos missionários com os índios Ticuna e a construção de igrejas, hospitais, escolas e fábricas pelos capuchinos.



Veja fotos: Basílica de São Francisco de Assis

domingo, 9 de outubro de 2011

Assis


Vista de Assis, a partir da estrada
Saindo de Roma e percorrendo a “Autostrada del Sole” chega-se a Assis, pátria do São Francisco! A cidade é encantadora e pode ser vista da estrada.

Assis está ligada ao seu filho nativo, São Francisco - o santo que fundou a Ordem dos Franciscanos e  divide com Santa Catarina de Siena, o título de padroeiro da Itália. Conhecido pelo seu amor à natureza - a sua pregação para uma platéia de aves é uma das lendas da sua vida.

Ladeiras
Assis é um pequenino Burgo Medieval, cheio de charme e encanto. As ruas estreitas, tortuosas e geralmente em subida são repletas de lojas e cheias de obras de arte - pinturas nas casas, que muitas vezes representam a vida e os milagres de São Francisco. Um encanto! O povo é hospitaleiro e muito gentil. Sem falar na boa comida italiana bem barata!


Em setembro de 1997, Assis sofreu graves damos causados por um terremoto que causou desabamento parcial do arco da Basílica Superior da Igreja de São Francisco e danificou várias obras de arte. Porém, por ser um lugar de peregrinação, sua restauração começou imediatamente e muitas construções foram recuperadas.

Chegando a Assis, se for de carro, você pode estacionar sob a Piazza Matteotti (Parcheggio C),  ou na Piazza Unità d'Italia (Parcheggio A) que é mais perto da Basílica, ou fora das paredes na Porta Nuova (Parcheggio B), que tem elevador e até a cidade.    O valor é de aproximadamente Eur 1,20, mas se você ficar hospedado na cidade, os hotéis dão um AssisiCard que permite estacionar por 24 horas por apenas Eur 11. Além disto, este cartão lhe dá desconto em lojas e restaurantes!

Nós estacionamos no Parcheggio B e subimos de escada rolante. Neste estacionamento  existem algumas lojinhas de suvenires, a maioria artesanais. É um bom momento para comprar pequenas coisas e deixar no carro. Comprei uma linda telha azul. para o quarto do meu neto, com a oração do Santo Anjo do Senhor (Angelo del Signore, il mio custode zelante, se mi ha affidato con la misericordia divina, sono sempre stato governato, Io proteggo le mie regole, illuminami. Amen).


Porta Nuova
As escadas que dão acesso a cidade estão no meio de "um jardim" que finalizam no Largo Properzio, bem em frente a Porta Nuova, onde se inicia a caminhada pela Via Borgo Aretino. As ruas são  bem estreitas, cheias de lojinhas, restaurantes e carros! Cuidado para não ser atropelada enquanto se perde nas vitrines... mudam de nome conforme a atração, mas continue até Via de San Francisco para chegar a Basílica de Assis. Não tem erro... 


Existem muitos lugares para visitar em Assis: 

Basílica di Assisi: Vou fazer um post especial sobre a Basílica.
Localizada na Via Francesco Pasanisi, 1, a Igreja Baixa abre diariamente das 06:00-19:00; Igreja Superior diariamente das 08:30-19:00 (até 18:00, no inverno). 


Basílica de Santa Chiara
Basílica di Santa Chiara 
Nascida em  Assis, em 1193, Chiara era amiga de Francisco e seguiu o seu exemplo contra a vontade de seus pais. Aos 18 anos, ela deixou sua casa e foi atender o chamado de Francisco, vestiu-se de saco e cortou os cabelos, sinalizando sua renúncia do mundo.

Clara perseguiu novo caminho sem hesitação, adotando a regra de São Bento e a pregação de Francisco de pobreza. Ela logo reuniu um grande número de seguidoras do sexo feminino e Francisco pediu a ela para criar um convento. Ela fez isso, e se tornou abadessa da nova comunidade conhecida como a Clarissas .  
Localiza-se na Piazza Santa Chiara - Diariamente 07:00 ao  meio-dia e 14:00 ao pôr do sol.


Igreja de Santa Maria - Templo de Minerva

Igreja de Santa Maria sobre Minerva  
Santa Maria sobre Minerva, como a igreja do mesmo nome em Roma, é uma igreja dedicada a Maria construída sobre um templo romano de Minerva, a deusa da sabedoria. Partes do templo romano, que data da época de Augusto (63 aC-14 dC), ainda permanecem no local.
Localiza-se na Piazza del Comune.  



Duomo di San Rufino 
Construída no século 12 depois de uma visão milagrosa do bispo local, a Catedral de Assis, Duomo di San Rufino não é tão famosa como a Basílica de São Francisco, mas vale a pena procurar por suas belas fachada românica e fonte histórica.
Localizada na  Piazza San Rufino, 3, a Cattedrale abre diariamente 07:00 meio-dia e das 14:00 ao pôr do sol. A Crypta e Museo: 16 março - 15 outubro: qui-ter 10h-1h e de 3h- 06:00 (Aug 10h - 6h); 16 outubro - 15 março: 10:00-01:00 e 02:30 -5:30h

Rocca Maggiore


Rocca Maggiore 
É uma fortaleza elevada, acima da cidade, construída no século 14 pelo Cardeal Albornoz com a finalidade de estabelecer a autoridade papal sobe Assis.
Localiza-se na Via della Rocca, e está aberta diariamente das 10h ao pôr do sol.




Como a cidade é muito religiosa, a grande maioria das lojas vende itens relacionados com a religião. São camisolas de batismos de cambraia de linho (eu amo!), crucifixos, imagens sagradas, tapeçaria gobelin com fios de ouro, quadros e etc. E os preços são mais acessíveis que em Roma, talvez porque tivéssemos ido no final de fevereiro e não havia muitos turistas! 

Santa Ceia
Vale a pena comprar uma lembrancinha... aproveite a ida para pesquisar preços e compre na volta, porque há variedade de preços em peças bem semelhantes. A Santa Ceia, ao lado, adquirimos na Galleria Del Corso, bem pertinho à Igreja de Santa Maria! Mede 1,10cm por 90cm e custou Eur 115,00. A lojinha é de um casal bem simpático que nos mostrou várias coisas e explicou as diferenças de qualidade do Golebin! Inclusive as confeccionadas com fios de ouro... um luxo só!! 

Veja as Fotos: Assis


quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Milão - Galeria Vittorio Emanuelle II

Entrada principal 

Um dos primeiros lugares que se visita em Milão é a Galeria Vittorio Emanuelle, que fica na Piazza del Doumo - a catedral de Milão. Portanto, é só pegar o metro e descer na estação Duomo.



É um dos shoppings mais antigos do mundo, foi construída entre 1865 e 1877, durante a Belle Époque européia. O nome foi dado em homenagem ao primeiro rei da Itália após seu reconhecimento como país, Vittorio Emanuelle II.

Foi construída com o objetivo de ligar a Piazza del Duomo com a Piazza della Scala onde está localizado o célebre Teatro Scalla, uma das maiores casas de espetáculos de opera do mundo.

Com localização privilegiada entre estes dois principais pontos turísticos de Milão, recebe uma multidão de turistas, que busca restaurante e cafés, além das lojas mais badaladas de grifes como Gucci, Prada ou Vuitton.


E os preços das refeições são equivalentes aos das lojas. Um cafezinho preto, destes comuns, sentado confortavelmente num dos cafés apenas para apreciar turistas andando prá lá e prá cá, custa a bagatela de Eur 8,00!
  
Mas se você deseja saborear, com seu amado, uma massa italiana com um vinho bom, no histórico Biffi Caffè, fundado em 1867, vai desembolsar por volta de Eur 130,00! Vale a pena pelo glamour... Afinal, se você está em Milão, uma das cidades mais caras da Itália, fazer o quê?

Deve ser por isso que a lanchonete Mc Donalds, bem em frente à Louis Vuitton está sempre lotada!!! E um conselho, é bom um ficar na fila e o outro de olho em algum lugar vago para saborear um Big Mac!!! 

O programa na Galeria é curto, a não ser o que bolso seja grande, pois resume-se em caminhar pela galeria, olhar as lojas chiquérrimas com funcionários impecáveis e tomar um café ou uma pequena refeição. 

Não se esqueça de admirar o belíssimo conjunto arquitetônico de edificações. A Geleria foi projetada em forma de cruz e é coberta por um enorme teto de ferro com cúpulas de vidro e afrescos. Possui diferentes entradas em forma de arcos de triunfo. O piso é recoberto por mosaicos de pastilhas que formam brasões e representações históricas, bem no centro tem um octógono com um brasão.

No piso octogonal central, você deve procurar pelo touro no meio do mosaico e pisar com o calcanhar do pé direito sobre a genitália do touro e dar um giro sobre ele. É um ritual repetido por vários turistas que acreditam que traz muita sorte!

quinta-feira, 11 de agosto de 2011

Itanhaém - Cama de Anchieta

A Estância Balneária de Itanhaém possui uma área de 599,1 km², localiza-se no litoral do Estado de São Paulo, na Região Metropolitana da Baixada Santista, é banhada por 26 quilômetros de praias, baías, pequenas enseadas e costões rochosos.

A cidade é pequena e tranquila com poucas atrações turísticas, mas um lugar chamado “Cama de Anchieta” desperta a curiosidade dos turistas para descobrir um pouco mais do jesuíta tão importante para a nossa história.

Padre José de Anchieta, nasceu em 19 de março de 1534, em La Laguna, Tenerife, na região das Ilhas Canárias, na Espanha. Anchieta era destinado a ser soldado, mas seu pai, vendo o menino acanhado e recitando poesias em latim, reconheceu que ele não manifestava a mínima aptidão para a carreira militar, por isso matriculou-o na Universidade de Coimbra, em Portugal. Três anos mais tarde, ingressou na Companhia de Jesus para participar do processo de expansão do cristianismoChegou ao Brasil e perambulou pelo litoral Paulista, catequizando índios, batizando e ensinando. No dia 9 de junho de 1597, morreu em Reritiba, atual Cidade de Anchieta, no Espírito Santo.

Existem várias placas indicativas espalhadas pela cidade o que facilita a chegada ao local. Aliás, pode-se visitar dois ponto turísticos ao mesmo tempo: a Gruta Nossa Senhora de Lourdes e a Cama de Anchieta. Tudo isto é entrada gratuita!!!

Gruta Nossa Senhora de Lourdes

A Gruta Nossa Senhora de Lourdes foi construída por pessoas devotas à Santa, em 1970, tornando-se um dos locais mais procurados para a visitação. É também um recanto agradável para meditação, pois ao lado encontra-se a pequena enseada do costão rochoso da Praia dos Sonhos.






Passarela
Para se chegar a Cama de Anchieta, ao lado da Gruta, foi construída uma passarela de 220 metros de comprimento por 1,60 metro de largura, com ipê e materiais derivados do eucalipto ecológico, seguindo as normas de preservação ambiental.  

A passarela tem proteções laterais e deques suspensos para ultrapassar obstáculos rochosos e permitir acesso de pessoas com dificuldades de locomoção.

A passarela foi inaugurada em maio de 2006 e facilitou o acesso que antes só era possível caminhando sobre pedras irregulares e diante de um mar revolto. Reforçando a importância do jesuíta, pela passarela foram colocadas algumas placas de madeira talhadas que retratam detalhes da sua vida do jesuíta.




Cama de Anchieta
A Cama de Anchieta é uma formação rochosa encravada entre os costões da Praia da Gruta e da Praia dos Sonhos que, segundo a lenda, por seu desenho plano escavado pelo mar e pelo vento, tornou-se o local preferido do beato José de Anchieta.

Conta a lenda que José de Anchieta ali repousava, passando horas meditando, compondo versos e poemas.


A beleza rústica e natural do lugar, esculpida pela ondas batendo nas encostas, aliada à imaginação que a lenda desperta nos turistas é contrastada pelo ataque de vândalos que delapidam o patrimônio cultural com pichações nas pedras que formam a cama! 


Entre dezembro e janeiro acontece uma encenação teatral, ao ar livre, sobre a aparição da Virgem Santíssima ao Padre. Um programa que pretendo fazer, na próxima temporada.



Clique aqui para ver as fotos: Cama de Anchieta

domingo, 7 de agosto de 2011

Santos - Bolsa Oficial de Café

Um dos melhores programas para se fazer em Santos é visitar a Bolsa Oficial de Café 

É um passeio quase que obrigatório para quem vem a Santos. Eu, pelo menos, levo todas as minhas visitas lá porque acho o lugar incrível, tanto do ponto de vista cultural como gastronômico.

Oficialmente intitulado Palácio da Bolsa Oficial de Café de Santos, a Bolsa foi inaugurada, pelo Governo do Estado de São Paulo, em 07 de setembro de 1922, dentro das Comemorações ao Centenário da Independência, com a finalidade de gerenciar os negócios agro-exportadores do “ouro negro”.

O prédio tem 6 mil m², com mais de 200 portas e janelas, mármores coloridos formam desenhos geométricos no piso. Foram importados da Itália, Espanha e Grécia, assim como o cimento e os ferros trazidos da Inglaterra, os tijolos, as telhas e os pisos cerâmicos da França e os ladrilhos da Alemanha. Em sua entrada, o átrio circular é formado por oito colunas de granito rosa que se destacam sobre o piso de mármore colorido. Este exibe o nome Bolsa Official de Café, em letras de metal, e termina em cúpula. No ângulo oposto, estátuas representando a Indústria, o Comércio, a Lavoura e a Navegação ornam a torre do relógio de 40 m. 



‘A visão de Anhanguera’


A grandiosa Sala dos Pregões tem no teto o vitral ‘A visão de Anhanguera’, de autoria de Benedicto Calixto. E dispõe do mesmo cadeirado em jacarandá-baía que acomodava os antigos corretores de café. 








Três imensos painéis do mesmo pintor enfeitam a parede do fundo: o maior, central, tem 153 figuras, representando a elevação de Santos à categoria de vila. Os painéis laterais, menores, mostram a concepção do artista sobre a paisagem de Santos em 1822 e 1922.



O edifício abriga o Museu do Café, o Centro de Preparação de Café (CPC), que ministra cursos sobre o tema, a Cafeteria do Museu, onde se saboreia o café brasileiro tipo exportação, e uma Biblioteca, onde o acervo de objetos ligados ao produto completam a ocupação dos quatro pavimentos. 

Museu do Café conta histórias do café que proporcionou a partir de meados do século XIX no desenvolvimento econômico do país, e foi produto de geração de riqueza e progresso. Santos, à época, era o principal porto exportador e o maior centro do comércio cafeeiro do mundo, embarcava o produto e recebia as mais recentes novidades vindas do mundo. 


Cafeteria do Museu
Uma dica é ir com tempo para apreciar toda a arquitetura interna, sentar nas mesas dispostas ao lado do Salão do Pregão para saborear os deliciosos cafés, que podem ser quente ou gelado, acompanhados de torta ou bolo. Além disto não deixar de comprar, pelo menos, meio quilo de café torrado e moído na hora (você escolhe o tipo do café que melhor cabe no seu bolso)!... E se for presentear, leve uma das lembrancinhas existentes na cafeteria! 


Informações:
Rua XV de Novembro nº 95 - Bairro Centro Histórico Tel. (55  13) 3219-5585
Ingresso: R$ 5,00; crianças até 5 anos, grátis; R$ 2,50 para estudantes, professores da rede pública e maiores de 60 anos
Funcionamento: de terça a sábado das 9 às 17 horas, e aos domingos das 10 às 17 horas; 
Cafeteria: de segunda a sábado das 9 às 18 horas e aos domingos, das 10 às 18 horas

Clique aqui para ver as fotos: Museu do Café

quarta-feira, 6 de julho de 2011

Milão



Fui três vezes à Itália e em todas passei por Milão. Uma dica é você comprar uma passagem aérea para Roma - principal destino turístico da Itália - e fazer uma escala em Milão. Três dias são suficientes para conhecer o básico e essencial por lá e usufruir do encanto único de seu ar sofisticado por causa da moda. Não se preocupe com a distância entre os pontos turístico, porque eles são pertinho uns dos outros e pode-se visitar a maioria com uma pequena caminhada. Os mais distantes, que são poucos, pode-se ir de metrô ou ônibus. 

Milão é a capital da moda! Tudo por lá é chique e refinado! E caro também... porém se você procurar bem vai encontrar algumas coisinhas em conta, mas tem que procurar muito!! Em cada esquina tem uma loja fina e fica difícil saber o que comprar. São tantas novidades e lançamentos que não sabemos exatamente se é in ou out!!

Armani, Prada, Fendi, Gucci e Versace mantém bases de suas grifes na cidade. A chamada Fiera Milano, semana de moda de Milão, é  aguardada por todo o mundo  para conhecer as novas tendências daqueles que ditam o que deve ou não ser usado por homens e mulheres dos cinco continentes. Milão, em conjunto com Paris, é uma das capitais mundiais da moda. Eu nunca consegui dar uma passadinha por lá!!! É nestas horas que vejo como Deus é sábio...


Quadrilatero della moda" (literalmente, "quadrilátero da moda"), é onde as ruas comerciais da cidade de maior prestígio estão. São a Via MontenapoleoneVia della SpigaVia Sant'AndreaVia Manzoni e Corso Venezia. A Galleria Vittorio Emanuele II, a Piazza del DuomoVia Dante e Corso Buenos Aires são outras ruas e praças comerciais importantes. O paraíso para quem gosta de ir às compras...

Mas não só de moda vive Milão. Milão é o maior centro comercial, industrial e financeiro da Itália. A cidade é a sede da Bolsa de Valores Italiana. É a segunda maior cidade da Itália e uma das cidades mais ricas na união européia.

Piazza Virgilio
E como não poderia ser diferente, o trânsito é intenso! Mas a cidade é bem servida de metrô, ônibus e taxi. Para os turistas não há dificuldade, pois os principais pontos turísticos a serem visitados podem ser facilmente alcançados usando quaisquer destes meios de transporte. Como disse anteriormente, da Stazione Centrale, pode-se locomover para qualquer parte. 

Stazione Cadorna
Outra estação importante é a  Stacione Cadorna que faz a ligação das linhas de metrô  vermelha e verde e é usada como chegada e partida de muitas linhas de trens regionais, além de fazer ligação de ônibus com o Aeroporto de Malpensa.
A foto é do lado de fora da Cadorna, onde há várias lojas de chineses... Pode-se comprar suvenires, roupas, calçados, luvas etc made in China!!

Aliás, o que não falta em Milão são barraquinhas de suvenires. Vendem a mesma coisa que as lojas oficiais, porem com preços bem abaixo. Vale a pena comprar lembrancinhas nelas, excetos as camisas dos times Milan e Internazionale que merecem ser oficiais. 

Milão é uma cidade que gira em torno da moda, mas há muito o que se ver em Milão. As principais atrações são:  Duomo, Galeria Votorio Emanuelle II, Castelo Sforzesco, Palácio Real, Arco della Pace, Convento de Santa Maria Delle Grazie, Monastero Maggiore,  Teatro Della Scala,  Accademia di Brera e a Pinacoteca Ambrosiana, Estádio San Siro, dentro outros. Nos próximos posts vou comentar minhas impressões de cada um destes lugares.